Además de las Posibilidades – Capítulo 14 – “Volver a la vida – Carpe Diem”

Volver a la vida – Carpe Diem

Para não perder o costume, o restante do dia foi de muito trabalho. Não nos ausentamos do set de gravações. Até o horário de almoço foi reduzido. Edgar pediu comida para almoçarmos todos juntos ali mesmo, justamente para não perdermos tempo.

Geralmente, na produção de uma novela, o ritmo é um pouco mais lento no início das gravações e, após as primeiras cenas irem ao ar, tende automaticamente a acelerar.  Mas Edgar tem pressa, devido a novela ser extensa. Quer correr contra o tempo. Ocorrem gravações simultâneas em estúdio, na cidade cenográfica e até externas para agilizar o processo, e ainda assim, não é suficiente para ele. Em um pouco mais de dois meses a história tem que estar no ar, pois outra está por encerrar e isso acelera todos.

Felizmente, conseguimos nos programar e nos adaptar ao seu ritmo frenético de trabalho. Eu já chego no set com o texto decorado, porém sempre tiro um momento para ensaiar ou para ajudar alguém com a cena. Fazer o papel de Daniel Hernandez está sendo um presente para mim, por isso eu sempre tento me aprofundar ainda mais no personagem. Minha preocupação maior é não me conformar com a minha atuação. Tenho buscado estudar e adaptar trejeitos à personalidade forte de Daniel a fim de torná-lo mais engraçado, justamente para não deixar o meu papel ficar comum e chato. Eu estou curtindo interpretá-lo, pois ele é um pouco atrapalhado e com isso farei muitas cenas de humor. Até quando o foco for mostrar as suas qualidades físicas, a humildade dele precisará prevalecer, diferente dos personagens que fiz, que se mostravam um tanto prepotentes.

A cena principal do dia era de nós três trabalhando juntos. Daniel havia iniciado seu novo trabalho na empresa de Rebeca e trabalharia como assistente de Carlos, o personagem de Heitor. Fizemos algumas tomadas, todavia a nossa comunicação em cena é incomum. Tudo flui naturalmente e eu vejo a felicidade de Salvador Garcini. Gravamos outra cena mais curta, entretanto tivemos que trocar de figurino e retocar a maquiagem. Tudo isso tomava tempo e as horas pareciam voar! No final do dia, Edgar me chamou para conversar:

– Julian, não quis falar na frente da equipe, mas achei a sua jogada fantástica! Beijar uma fã só vai atrair mais o público agora. Tenho certeza que isso vai promover ainda mais você e, consequentemente, promoverá a novela também.

– Que isso, Edgar?! não a beijei para promover nada! Eu só me senti atraído e me deixei levar pelo momento. – Menti, todavia com as melhores das intenções.

Eu me aproveitara sim do momento e do beijo, contudo não com o intuito de me promover e sim de evitar maiores notícias de minhas brigas com Samantha. Se alguém a visse com o loirinho sem sal, ficaria muito pior para mim.

– Ah, me perdoe, Julian! Eu pensei que fosse alguma estratégia para manter a sua posição entre os “Tops” mais falados. – Disse num tom meio sarcástico.

Encerramos por ali o assunto. Eu fiquei meio chateado com aquelas palavras. Ser comparado a um aproveitador não foi legal. De qualquer forma eu me sentia assim. Aproveitei da inocência de uma fã para me livrar de uma emboscada e para fazer ciúmes em Samantha. 

Heitor estava me esperando no pátio. Dessa vez eu que o havia convidado para sair. Fomos em meu carro. Prometi que na manhã seguinte eu passaria em sua casa para lhe buscar, já que seu carro ficaria na emissora. Enquanto dirigia a caminho de uma danceteria ele me enchia com perguntas:

– Vai me dizer ou não o que aconteceu hoje?

– Você é muito curioso! Já disse que não foi nada!

– Pra cima de mim com suas histórias, Julian? Acha que eu vou acreditar?

– Ok, você venceu! Eu beijei a menina, porque fiquei louco de ciúmes ao ver Samantha se esfregando com Heinrich.

– O que? Ela está saindo com aquele modelo alemão? – Disse em alto e bom som, rindo da minha cara.

– Pode rir, Heitor. Pode rir!

– Desculpa, Julian, mas eu te avisei! Sabia que essa garota é traiçoeira. Eu enxergo essas coisas de longe. E como foi o beijo com a mocinha lá?

– Foi bom. Rápido demais, porque Rafael cortou o meu barato. Mas não tem problema! Eu vou correr atrás do prejuízo.

– Como assim? Você vai procurá-la? Vai me dizer que está apaixonado?

– Ficou louco? Aprenda uma coisa, amigo: Um homem só se apaixona uma vez na vida! Para aprender o quão ruim é, e voltar à ativa o quanto antes.

– Então quer dizer que Julian, o arrebatador de corações, está de volta?

– E mais vivo do que nunca!

E é assim que eu me sentia, vivo! Já provara do veneno do amor e não precisava mais repetir a dose. A experiência já havia sido adquirida e eu aprendi a grande lição que vida me deu.

No dia seguinte, acordei com uma tremenda dor de cabeça. Ao olhar debaixo das cobertas percebi que estava nu e isso me assustou. Eu gostava de dormir assim, porém não me lembrava de ter tirado a roupa quando cheguei. A verdade é que não sabia nem como consegui chegar em casa. Levantei-me para ir ao banheiro e percebi que do outro lado da cama havia um par de sapatos vermelhos. Mais à frente um sutiã caído no chão. Na hora o meu coração acelerou. Maldita tequila! Ela me causava quase, como um “Alzheimer”. Vesti o meu roupão e fui até a cozinha.

– Olá, amor! Que bom que acordou! Olha o que eu preparei para você.

Havia ali uma linda mulher vestindo um dos meus blusões, que a deixava incrivelmente sexy! Sendo que eu não fazia a mínima ideia nem do seu nome. Que dirá de como ela foi parar na minha cama! Esse era o mal de beber tanto! Estava começando a me lembrar do lado ruim da vida de solteiro.

– Erh, Alice? – Arrisquei, sem me importar em acertar ou não.

– Romélia. – Disse enquanto sentava à mesa.

– Eu agradeço muito o café, mas peço desculpas. Preciso sair cedo, tenho um compromisso agora pela manhã. Fique à vontade enquanto eu me arrumo.

Esse é o meu lado frio e calculista. Não que eu seja uma má pessoa, contudo é a forma que encontro de me resguardar. Depois de Samantha então, ajo assim com mais naturalidade.

– Tudo bem, Julian! Podemos marcar de sairmos outro dia. O que acha?

– Claro! Deixe o seu telefone anotado no quadro para mim. Assim que eu tiver uma folga te ligo!

Quando saí do banho, ela não estava mais lá. Além do número, deixou vários corações desenhados ao lado do nome. Imediatamente liguei para o Heitor.

– O que foi que eu fiz ontem?

– Bom dia, irmão!

– Só se for para você! Porque eu não me lembro de nada que fiz ontem. Isso me dá uma aflição! Quem é essa tal de Romélia?

– Eu estava tão bêbado quanto você, Julian! Mas me recordo de algumas coisas. Você estava muito louco ontem, ficou com umas cinco mulheres e essa aí foi a felizarda. Pior eu, que acordei num hotel de quinta categoria. Sorte que a mulher que estava ao meu lado fez a noite valer a pena.

– Mas você estava sem carro. Como conseguiu se virar? E eu não sei nem como consegui dirigir…

– Você não dirigiu! Seu carro ficou lá, não estávamos em condições. Você está realmente com amnésia, não lembra que pediu para o barman chamar dois táxis?

– Eu não me lembro de nada.

Era minha primeira noite como solteiro e eu já havia feito besteiras. Assim que encerrei a ligação, Rafael me ligou:

– O que está havendo com você, Julian?

– Como assim?

– Ligue a TV, por favor!

Quando ele disse isso, eu já sabia do que se tratava. Eu era novamente o assunto do dia! Dessa vez eu fiquei com vergonha de mim. Às vezes eu queria ser invisível por um dia para poder fazer o que eu quisesse sem me preocupar se estavam me olhando ou não. Cansa um pouco ter que ser certinho em todo o tempo e ter que ficar me equilibrando na corda bamba da vida. Isso exige bastante de mim! No entanto, de certa forma eu sou uma pessoa pública e sei que tudo que faço tem suas consequências. Heitor também é, mas ele consegue ser mais equilibrado que eu. Ele sempre me diz que eu sou muito imponderado e intenso, ainda mais com o álcool em meu sangue. E me aconselha a dar um passo de cada vez para não atropelar as coisas. Porém, esse foi o meu grito de liberdade, depois de mais de um ano centrado e focado no estilo puritano. Só que a mídia não perdoa e parece estar sempre me perseguindo. Também não fiz questão de escolher um lugar mais reservado para curtir. Era um lugar bem frequentado, mais aberto a paparazzo.  Ao menos assim, a história da fã que beijei cairia no esquecimento. Ficava pensando no que a pobre garota não deve ter passado por conta do simples beijo que a dei.

– Julian, está ai?

– Sim, estou.

– Mais uma vez me, desculpe por me meter tanto na sua vida. Mas eu, além de ser seu assessor, me considero um amigo. Você está no auge da sua carreira. Sei que tem motivos para querer extravasar, mas pega leve! Desse jeito você vai se arruinar!

– Rafael, eu não estou em condições nem de falar. Minha cabeça está explodindo e estou sem carro.

– Como sem carro?

– Deixei no bar ontem à noite.

– Ok, Julian! Tome um banho, se arrume que eu passo aí para te buscar. Vou te levar até o bar e depois seguimos para gravar.

Encerrei a ligação e fui cumprir suas “ordens”. Eu senti que Rafael estava assustado comigo. Pudera, quando ele começou a trabalhar para mim, eu ainda era solteiro, todavia pouco tempo depois conheci Samantha. Então, ele estava acostumado a me ver centrado e vivendo uma vida regrada e agora estava preocupado com minhas atitudes nada cautelosas. Ao contrário de Heitor, que demonstrava a todo tempo estar feliz por eu ter voltado a viver.

Rafael passou em meu apartamento na hora prevista e foi minha vez de ditar as regras. Não queria causar um choque a ele, entretanto se eu estava começando a tomar as rédeas da minha vida, ele precisaria se acostumar com isso.

[Continua…]


Créditos:

WhatsApp Image 2020-05-07 at 2.56.37 AM
Debora Page

Texto: Debora Page – @escritora_deborapage

Edição: Juliana Peterson – @julianapeterson22

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s