Conexão Repórter investiga possível inocência de homem acusado de envolvimento em assassinato

Conexão Repórter desta segunda-feira, 27 de janeiro, mostra como um homem, funcionário de uma multinacional, músico e estudante universitário, foi parar na prisão acusado de estar envolvido em um assassinato. Em uma investigação exclusiva, Roberto Cabrini revela os detalhes de um caso que pode ter colocado um inocente atrás das grades. O jornalístico viaja a Taubaté e entrevista Antônio Carlos dos Santos Jr., conhecido como Tonhão, que se diz injustiçado, preso por um crime que alega não ter cometido. Acusado de integrar uma quadrilha que fuzilou e assassinou uma jovem fisioterapeuta em 2014, Tonhão foi preso um mês depois sob alegação de que teria fornecido as armas para o crime.

Tudo aconteceu na pequena Cruzeiro, vizinha a Taubaté, onde muitos afirmam que Tonhão é inocente. Ele diz que estaria pagando o preço da cor de sua pele. Multidões se mobilizam por ele e, do interior da prisão às ruas, o programa mostra como a discussão movimentou uma comunidade. Do outro lado, o delegado que investigou o caso diz estar convencido da culpa de Tonhão. Cabrini investiga os detalhes do caso e vai atrás de fatos que podem inocentar Tonhão.

O Conexão Repórter vai ao ar toda segunda-feira, 23h45, logo após o Programa do Ratinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s