Conexão Repórter retrata as batalhas de gays e transexuais nos presídios

Conexão Repórter desta segunda-feira, 18 de novembro, traz uma investigação sobre a rotina de gays e transexuais nos presídios. Entre grades e preconceito, o jornalístico revela o que acontece com os personagens de uma vida de segregação. Ao cometerem crimes, tornam-se vítimas de discriminação duas vezes: dentro e fora dos presídios. Roberto Cabrini revela quem são as pessoas por trás das estatísticas, que convivem com duras lembranças e pagam um alto preço.

Elas contam ao jornalista que consideram-se “presas”, no gênero feminino, e querem ser tratadas desta forma. Mesmo em uma sociedade intolerante, falam sobre o mundo em transformação e o que antes era inimaginável, hoje é direito constituído. O programa retrata a luta destas detentas, da época de costumeiras agressões aos dias de ‘princesa’. Da segregação à possibilidade do uso de roupas femininas. Da humilhação à fina maquiagem.

O que antes era tabu, hoje é realidade: hormônios, calcinha, sutiãs, silicone, brincos. O telespectador vai ver como está Bianca Martins, a transexual condenada por tráfico de drogas que conheceu o submundo do crime para manter o próprio vício; além do destino de Marcelo Marcelino, homossexual, que cumpre pena por assassinato.

O Conexão Repórter vai ao ar toda segunda-feira, 23h45, logo após o Programa do Ratinho.

APOIO:

sbt-logo-1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s